quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Ruídos nas Informações

Foto: Rui Soares


Quinta de Humor



É muito comum as interpretações equivocadas, feitas por “escutas imaginárias” ou percepções distorcidas. Dois casos aqui ilustram bem o assunto. No primeiro, inclusive, há um duplo ruído e o segundo demonstra o quanto a fofoca pode ser surpreendida.

I -  Um velhinho tarado

Aquele velhinho cismava que a idade não o alcançara em perda de ânimo e apetite sexual. Estava sempre batendo à porta do médico, no posto de saúde, solicitando vitaminas e outros “energéticos”.

Certo dia, nem reparou na superlotação do posto de saúde, com atendimentos apressados e uma correria só. O médico, que sempre lhe atendia, já estava quase “neurótico”, tamanha pressão dos populares.

Ainda assim, lá foi ele. Bateu à porta e foi logo entrando.
— Seu Doutor, hoje o assunto é grave! É que arranjei uma namoradinha, bem novinha, dessas bem “fogosa” e preciso demais de um “remedinho azul”.
Mas o senhor, com a sua idade, não pode ficar tomando tais remédios não. Sua pressão não permite! Depois dos 80 é sempre um risco! Melhor não facilitar. Precisamos pensar em outro procedimento, talvez alguma vitamina elaborada especialmente para o seu perfil clínico.
Nisso tudo a confusão só aumentava lá fora. E, na correria, nem bem o velhinho perguntou o que poderia ser então e o médico, tentando ganhar um tempo, já foi logo dizendo:
O senhor come pão de queijo. Faz bem à saúde e pode ajudar. Isso. É isso. Come pão de queijo e volta aqui depois de amanhã. Aí conversaremos direito.
E saiu para os atendimentos.
Nisso o velhinho saiu resmungando. "Será que pão de queijo faz o "negócio" ficar duro? Será que endurece mesmo? Nunca ouvi falar disso não, mas isso não é coisa prá discutir".
Assim, tentando entender, já correu para a primeira padaria e foi logo pedindo:
Minha filha, me vê aí 40 pães de queijo!
A mocinha, sorrindo, já disse:
Xiiii! Vai endurecer a metade!
O velhinho nem pensou:
É mesmo? De verdade? Então me vê logo 80, que vou levar pra comer agora!


II- Confusão no Velório

Eram dois pescadores gêmeos. Um casado e outro solteiro. O solteiro tinha uma lancha de pesca já velha.

Um dia, a mulher do casado morre. E como desgraça nunca vem só, a lancha do irmão solteiro afunda-se no mesmo dia.

Uma senhora, dessas velhotas curiosas e fofoqueiras, soube da morte da mulher e resolve dar os pêsames ao viúvo, mas confunde os irmãos e acaba por se dirigir ao irmão que perdeu a lancha.

- Eu só soube agora. Que perda enorme. Deve ter sido terrível para você.

O solteiro, sem entender bem, explicou:

- Pois é. Estou arrasado. Mas é preciso ser forte e enfrentar a realidade. De qualquer modo, ela já estava muito velha. Tinha o traseiro todo arrebentado, fedia a peixe e vazava água como nunca vi. É verdade que ela tinha uma grande racha na frente e um buraco atrás que, cada vez que eu a usava, ficava ainda maior. Mas eu acho que o que ela não aguentou foi que eu, de vez em quando, a emprestava a quatro amigos que se divertiam com ela. Eu sempre lhes disse para eles irem com calma, mas desta vez foram os quatro juntos e isso foi demais para ela...

A velha fofoqueira desmaiou!


Uma ótima quinta, a todos!

15 comentários:

  1. Olá Gilmar!
    Estou a escrever e estou a rir ainda, com o homenzinho, ele em matemática era mesmo bom,se quarenta, endurecia metade, com mais quarenta era o que ele precisava.
    No outro caso o pior foi terem ido quatro de uma vez só, foi mesmo o fim.
    Parabéns pela postagem, e pela boa disposição.

    Um abraço,
    José.

    ResponderExcluir
  2. Gilmar, o riso sai fácil nas quintas de humor! Já venho com os lábios em formato de sorriso, pois sei que, ao final da leitura, rirei ruidosamente!! Obrigada, muito obrigada, pela atenção, suporte e carinho! E, um dia, irei comer queijo minas com goiabada cascão com você e os seus aí em Belo Horizonte!! Uma ótima quinta, Deia.

    ResponderExcluir
  3. Ow saudades de vir por aqui meu amigo. Tive um tempinho, e aqui estou. E sempre me deliciando! É tão bom ver as tuas escritas bem deliniadas, as histórias bem apresentadas. Nossa, me acho nesse teu blog gilmar!
    Abração cara e tá de parabéns pelo espaço que tá sempre ficando mais lindo.

    ResponderExcluir
  4. Ai amigo adorei... rsrsrs...
    Tenha uma boa tarde amigo...beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  5. Oi meu amigo!!

    Essa do pão de queijo foi demais...
    Haja pão de queijo...rs

    Por falar nisso que saudades de Minas quando fala em pão de queijo, vc sabe que sou mineira de coração, meus melhores amigos estão aí, passei parte da minha infância em Juiz de Fora, já morei em B.H. também... muita saudade!

    Quanto ao seu comentário lá em casa, agradeço, suas observações são pertinentes e nos levam a um outro patamar na reflexão..

    Carinhoso abraço, amigo!

    ResponderExcluir
  6. Só você mesmo pra me fazer rir às 5 da matina, com febre e dor de cabeça!

    Muito boas! Vou contar pro apreciador daqui de casa.

    Bjs,
    Michelle

    ResponderExcluir
  7. hahahahahahaha... quase desmaiei eu agora de tanto rir...
    Amei esta quinta do humor... valeu a pena vir aqui...
    Meu querido Gilmar, estive bem adoentada e por isso minha ausencia por aqui... estive um mes de cama e pouco a pouco vou-me recuperando desta pneumonia forte que me deu e que quis me derrubar, mas nao conseguiu...
    Quanto ao comentario que deixou la no meu blog sobre a musica de minha publicacao de hoje, assim vivo... com esta sede de amor... sou uma eterna apaixonada (o que pode ser visto no post do dia anterior)... Amo... Amo muito e tenho muito orgulho (o bom orgulho) de expressa-lo alto e em bom tom... :o)
    Beijos, florres e muitos sorrisos, meu amigo!

    ResponderExcluir
  8. É uma diversão vir aki, sempre tm algo engraçado p levantar o astral.
    Bom FDS!

    www.vanessamonique.blogspot.com

    Abçs.
    :*

    ResponderExcluir
  9. Oi meu amigo, voltei!

    Tem selo para vc no meu blog,
    Uma forma de agradecer sua amizade e dizer o quanto suas palavras e observações têm feito uma diferença para mim,
    aprendemos muito nessa caminhada, e ter amizades especiais como a sua é uma dádiva e torna a caminhada muito mais interessante..

    Ah, mas fique à vontade para pegar ou não o selo, ok?! Nossa amizade vale mais do que isso...

    Carinhoso abraço!

    ResponderExcluir
  10. Gilmar
    Realmente tive uma ótima quinta e melhor ainda esta sexta feira onde me trouxestes um pouco de alegria depois de uma semana exaustante.
    Obrigado amigo e depois passe na m@myrene para aproveitar a comemoração do primeiro aniversário do seu blog A VItrine de Sonhos.
    Tem um selinho de lembrança também, mas não sei se costumas aceitar o que te deixo a vontade.

    Beijos e bom final de semana

    ResponderExcluir
  11. Olá Gilmar, adorei!!! Esse velhinho é do Rio??? Aqui o pão de queijo sumiu das prateleiras dos supermercados, há uns dois meses.[rsrs]
    Os dois personagens têm que fazer uma audiometria rapidinho. Que situação, hein???
    Ou seria problema de PAC (processamento auditivo central)???[rsrsrs]

    Parabéns pelo bom humor!!! Isso é ótimo.

    Um abracão

    ResponderExcluir
  12. kkkkkkkkkkkkkk morri de rir aqui do Velhinho. Mas que bixin safado hein! kkkkkkkkk
    Contei até para meu marido, que tmbm não conseguiu parar de rir. Mas, são pessoas assim inocentes que são fáceis de serem enganadas. É uma situação aparentemente boba, ruim é quando é algo com valores e perda no caso da senhora que confundiu. Engraçada a historinha, mais já pensou se fosse verdade, que roubada. rs...abração, muito obrigada por sua visita.

    ResponderExcluir
  13. Olá Amigo!
    Passei por aqui e vou ficar. Vou ser seu seguidor, seija meu tambem em meus 3 blog's.
    Um abração e boa continuação

    ResponderExcluir
  14. intiresno muito, obrigado

    ResponderExcluir

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos