quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Dissídio no Coletivo

Humor

Ônibus superlotado, uma mulher volta-se para o passageiro inconveniente:


- O senhor quer fazer o favor de desencostar, afastar essa coisa volumosa que me incomoda.

- A senhora se engana, não é o que está pensando. Este volume é o dinheiro do pagamento que recebi hoje. Enrolei num pacote e botei no bolso esquerdo da calça.

- Ah, então o senhor é um funcionário exemplar!

- Não entendi, senhora.

- É que desde o embarque até aqui, o senhor já teve três aumentos salariais... E já já vai perder todos eles num "tabefe" só!




sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Mensagem ao Educador

Outros Autores
FICA DITO QUE
Agora vale a nossa verdade
Que agora vale a vida
E que de mãos dadas
Trabalharemos todos pela vida verdadeira.


FICA DITO QUE
Todos os dias de nosso encontro,
Inclusive, as aulas mais cinzentas,
Têm o direito de converter-se em manhãs de domingo.

FICA DITO QUE
Deste instante em diante
Haverá erros em todas as aulas,
E que erros terão direito
A abrir-se dentro da verdade;
E que as aulas devem permanecer o dia inteiro,
Abertas para o verde onde cresce a esperança.

FICA DITO QUE
As notas, símbolos que são,
Não terão a força representativa do saber,
Enquanto que a presença viva,
Durante as aulas-encontro
Contarão através da vivência
O saber eterno do compreender.

FICA DITO QUE
Os alunos e professor estarão livres do jugo da mentira.
Nunca será preciso usar
A couraça do silêncio
Nem a armadura das palavras.
Os alunos e professor se sentarão
Com seus olhares limpos
Porque a verdade passará a ser servida antes do fim da aula.

FICA DITO QUE
O homem
Não precisará nunca mais duvidar do homem.
Que o homem confiará no homem,
Como um menino confia em outro menino.

FICA DITO QUE
Estabelece-se durante este ano,
Se possível para sempre,
A prática sonhada pelo profeta Isaías,
E o lobo e o cordeiro pastarão juntos.
E a comida de ambos terá o mesmo gosto de outrora.

FICA DITO QUE
A maior dor
Sempre foi e será sempre
Não poder dar-se amor a quem se ama,
E saber que é a água
Que dá à planta o milagre da flor.

FICA PERMITIDO A
Qualquer pessoa, em qualquer momento da aula
O uso de traje branco.

FICA PROIBIDO
O uso da palavra liberdade,
A qual será suprimida do vocabulário,
E do pântano enganoso das bocas.

A PARTIR DESSE INSTANTE
A LIBERDADE será algo vivo e transparente
Como um fogo ou um rio,
Ou como a semente do trigo,
E a sua moradia será sempre o coração do homem.

E, sobretudo FICA DITO QUE só uma coisa é
Permanentemente proibida: AMAR SEM AMOR!


N. Cassiano
(Texto baseado em “Os Estatutos do Homem”  , de Thiago de Mello)


sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Reencontro e Refazimentos

Meus Rabiscos

Confome prometido, esta é a sexta e última "imagem que fala". Nas últimas cinco  transitei por temas instigantes e que possibilitaram, enquanto metáforas de vida, diversas outras abordagens, nas mais plurais compreensões.

Coincidentemente as imagens misturaram-se ao meu contexto, nos enfrentamentos, desencontros e percalços sofridos. Os argumentos então revelaram intimidades, valores e crenças, mas substancialmente, também permitiram reencontros e refazimentos imprescindíveis. E a imagem de desfecho, agora publicada, não poderia ser melhor! Ela traduz, com primazia, o fluxo das reflexões e dos estágios vivenciados. É emblemática!

Recapitulando, apenas para sanar curiosidades e oferecer releituras, estruturei a cronologia das postagens inserindo recortes que remetem à imagem de hoje, inclusive por explicitarem as posturas construídas nas ruminanças:

  •  Uma só vez
E, preste bastante atenção! Uma só vez que encontrar-se perdido de si mesmo e receber amparo, é porque Deus ouviu seus lânguidos gritos, já sufocados nos desencontros intermináveis e elegeu seres sem cores, sem faces e sem formas prediletas ou viçosas, para ancorarem suas utopias e buscas. Você tem a permissão de guardá-los no peito e chamá-los de amigos. Aproveite os passos!
  • Palavras Desagradáveis
Não há receitas nem dogmas. Entretanto, cabe sim o exercício de maturação de si, numa prática revisionista de posturas e compreensões. Por exemplo, é preciso aprender a eliminar os preconceitos morais, éticos e sociais, sem o que, não haverá a compreensão plena do sentido de liberdade. É preciso respeito ao ponto de vista do outro. E é preciso, dentre tantas e tantas atitudes saudáveis às relações interpessoais, valorizar sempre os aspectos positivos da natureza individual, sem com isso ameaçar a intimidade dos outros ou paternalisticamente encobrir os defeitos.
  • Mexericos
 Tempo então de manter as mãos límpidas! Tempo de refletir propósitos de vida! Tempo de convidar Deus a agir e pertencer na fé! Tempo de entrega plena! Indescritivelmente plena!
Tempo de afetividade! Tempo de aprender!
  • Reciclar é preciso...
Jogar fora o lixo que impregna as falas maltrapilhas, que entorpece as crenças e turva as  visões de mundo e de ser humano, é desafio heróico na reconstrução humanizadora de qualquer novo homem ou nova mulher! Não é nada fácil abrir mão das "coisas"! E tudo "coisificado" que já ocupava lugares vitais...
Então, ainda que seja árdua a decisão de esvaziar-se, como eu já pontuei, o mais difícil é enxergar o que precisa ser esvaziado. O mais difícil é saber-se em processo de inacabamento e refazimento, consciente, na exata medida, de quais gargalos e atrofiamentos reclamam reciclagem!

Refazer conceitos, posturas, atitudes, propósitos... Refazer-se emocionalmente! Refazer-se espiritualmente! E alguns reencontros, em Deus, são esplêndidos! Precisam ser precipitados, ou seja, precisam ser iniciados. Tudo o mais será acrescentado no tempo certo!
  •  Adversidades
Resistir de forma resiliente significa construir a própria capacidade de absorção das intempéries mudanças; de agir na transformação de tais mudanças, convertendo-as em oportunidades de melhoria; significa exercer, sistematicamente, o aprendizado na ambiguidade dos desencontros. Significa ousar escolhas sem abrir mão de si mesmo, não perder-se de si, não abdicar-se de si mesmo. Não abrir mão de protagonizar o próprio refazimento.


A imagem de hoje convida a não subestimar os próprios talentos, a própria competência e a conscientizar-se de que os acontecimentos, nos embates cotidianos, exigem atitude resiliente. E como tenho insistido na resiliência!

Gigantescos problemas, supostamente imbatíveis e incontroláveis, com um pouquinho de inventividade e descobertas íntimas atiçando a vontade, tombam ao chão. E isso só é possível quando tomo consciência do meu inacabamento, da minha humana incompletude e começo a acreditar, de verdade,  que a minha melhor parte, também a mais humanizada, é a mais forte! Nela exercito o poder de transformar e aprender!

Pronto! Já extrapolei os propósitos da imagem. Hoje nada precisaria ser dito! Nada deveria ser dito! O propósito é tão somente o convite ao olhar reflexivo. A imagem, longe das minhas palavras, pode dizer muito mais! Muito mais!

Permita-se!






Imagem: desconheço os direitos autorais. 
Ela foi scaneada de um quadro encontrado "num armário de escola", sem maiores informações.
Se alguém souber a origem, por favor, me comunique! 
Gostaria muito de dar créditos ao autor ou autora, pela relevância e significado da obra.

Publicado originalmente em 27 de novembro de 2010

domingo, 11 de outubro de 2015

Acreditar em milagres...

Metáfora
Deus de milagres


Uma garotinha esperta, de apenas seis anos, ouviu seus pais conversando sobre seu irmãozinho mais novo.

Tudo que ela sabia era que o menino estava muito doente e que estavam completamente sem dinheiro.

Iriam se mudar para uma casinha num subúrbio, porque seu pai não tinha dinheiro  para pagar as contas do médico, o aluguel do apartamento, o condomínio...

Somente uma cirurgia muito cara poderia salvar o garoto, e não havia ninguém que pudesse emprestar o dinheiro.

A menina, após ouvir seu pai  dizer à sua mãe que somente um milagre poderia salvá-lo, foi ao seu quarto e puxou um vidro de seu esconderijo. Estava cheio de pequenas moedinhas.Despejou todo o dinheiro que tinha no chão e contou-o cuidadosamente, três vezes...

O total tinha que estar exato. Não havia margem de erro. Colocou as moedas de volta no vidro com cuidado e fechou a tampa.

Saiu devagarzinho pela porta dos fundos e foi até a farmácia.

Esperou pacientemente até que finalmente foi atendida!

— O que você quer?, perguntou o farmacêutico com voz aborrecida.

— Bem, eu quero lhe falar sobre meu irmão, respondeu a menina no mesmo tom aborrecido.

— Ele esta doente?

— Sim, disse ela, e eu quero comprar um milagre.

—Como?, balbuciou o farmacêutico admirado.

—Ele está com alguma coisa muito ruim crescendo dentro de sua cabeça e papai disse que só um milagre poderá salvá-lo e, por isso, que eu estou aqui.

—Então, quanto custa um milagre?

— Não vendemos milagres aqui, garotinha.

— Desculpe, mas não posso ajudá-la, respondeu o farmacêutico, com um tom mais suave.

— Escute, eu tenho o dinheiro para pagar. Se não for suficiente, conseguirei o resto. Por favor, diga-me quanto custa, insistiu a pequena.

O irmão do farmacêutico, que estava ali do lado, deu um passo à frente e perguntou a garota:

—Que tipo de milagre seu irmão precisa?

— Não sei, respondeu ela, levantando os olhos para ele. Só sei que ele esta muito mal e mamãe diz que precisa ser operado. Como papai não pode pagar, quero usar meu dinheiro.

— Quanto você tem?, perguntou o homem.

—Um real e 50 centavos, respondeu a menina num sussurro. É tudo que tenho, mas posso conseguir mais se for preciso.

— Puxa, que coincidência, sorriu o homem. É exatamente o preço de um milagre para irmãozinhos.

O homem pegou o dinheiro com uma mão e, dando a outra mão a menina, disse:

— Leve-me até sua casa. Quero ver seu irmão e conhecer seus pais.

Aquele senhor gentil era um cirurgião, especializado em neurocirurgia.

A operação foi feita com sucesso e sem custos. Alguns meses depois, o menino estava em casa novamente, recuperado. Foi um milagre que custou R$ 1,50, a inocência de uma criança e muito amor...

Tudo é possível quando se acredita!

terça-feira, 6 de outubro de 2015

Divórcio e Carro

Humor
Uma mulher é transferida para trabalhar em outra cidade. Depois de alguns dias, manda um telegrama ao marido que dizia:

— Por favor, envie urgente documentos para o divórcio. Encontrei um companheiro ideal. Possui as mesmas características do novo VECTRA da Chevrolet.

O marido, desesperado e sem entender nada, corre a uma concessionária e pergunta ao vendedor quais as características do tal carro. O vendedor lhe responde:

—  É mais potente, mais comprido, mais largo, mais rápido na subida, mais bonito e não bebe muito.

O marido compreende imediatamente o que a sua esposa quis dizer, mas resolve se vingar. Duas semanas depois é ela quem recebe um telegrama do marido, dizendo:

— Mandei os papéis do divórcio. Assine rápido!!!!!!! Encontrei a companheira ideal. Reúne todas as qualidades da nova CHEROKEE!.

Curiosa ficou então foi a mulher. Corre e vai a uma concessionária para perguntar sobre o tal carro que o marido falou. O vendedor lhe responde:

— É mais resistente. Suporta mais peso. Tem lubrificação automática. A carroceria é nova e mais arredondada. É mais charmosa, bonita e confortável. Possui air-bag. É mais silenciosa, não vaza óleo e aceita engate na traseira.


Imagens dos Caminhos