terça-feira, 7 de setembro de 2010

Decálogo da Serenidade

Foto de M. Silva: Serenidade..


OUTROS AUTORES



DECÁLOGO DA SERENIDADE
João XXIII 


"I - Procurarei viver pensando apenas no dia de hoje, exclusivamente neste dia, sem querer resolver todos os problemas da minha vida de uma só vez.

II - Hoje, apenas hoje, procurarei ter o máximo cuidado na minha convivência: cortês nas minhas maneiras, a ninguém criticarei, nem pretenderei melhorar ou corrigir à força ninguém, senão a mim mesmo.

III - Hoje, apenas hoje, serei feliz na certeza de que fui criado para a felicidade, não só no outro mundo, mas também já neste.

IV - Hoje, apenas hoje, adaptar-me-ei às circunstâncias, sem pretender que sejam todas as circunstâncias a adaptarem-se aos meus desejos.

V - Hoje, apenas hoje, dedicarei 10 minutos do meu tempo a uma boa leitura, recordando que, assim como o alimento é necessário para a vida do corpo, a boa leitura é necessária para a vida da alma.

VI - Hoje, apenas hoje, farei uma boa ação, e não o direi a ninguém.

VII - Hoje, apenas hoje, farei ao menos uma coisa que me custe fazer, e se me sentir ofendido nos meus sentimentos, procurarei que ninguém o saiba.

VIII - Hoje, apenas hoje, executarei um programa pormenorizado. Talvez não o cumpra perfeitamente, mas ao menos escrevê-lo-ei. E fugirei de dois males, a pressa e a indecisão.

IX - Hoje, apenas hoje, acreditarei firmemente, embora as circunstâncias mostrem ao contrário, que a Providência de Deus se ocupa de mim, como se não existisse mais ninguém no mundo.

X - Hoje, apenas hoje, não terei nenhum temor, de modo especial não terei medo de gozar o que é belo, e de crer na bondade."


Uma semana apaziguada, a todos!
Abraços!

8 comentários:

  1. Oi, Gilmar
    Esse decálogo nos pontua uma direção que desemboca na paz interior... na serenidade... com toda certeza.
    Vamos, dia após dia, tentando minimizar a ansiedade...
    Obrigada e retribuo os votos a nós desejados.
    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  2. Podemos ter essas certezas todos os dias, não somente hoje. Abçs.

    ResponderExcluir
  3. Gilmar, que belas propostas, ainda que por um único dia, ou talvez, uma a cada dia.
    Sabemos bem a receita do bolo, mas vai entender porque tantas vezes erramos a mão!
    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. Logo hoje? Hoje, no meu dia negro, de vestir uma regata com um gato preto que usa uma gravata vermelha e pisca um dos olhos? Logo hoje, dia em que me sinto rebelde e tenho vontade de falar palavrões e mandar pra longe quem me incomoda? Logo hoje que estou farta da serenidade habitual, que desejo a rebeldia, que desejo mais amigos embora considere a maioria inimigos? Logo hoje?

    Meu caro amigo, é menino! Já soube. Não sei se são os hormônios, mas tenho notado qualquer coisa de diferente no todo que sempre fui. Já tenho uma bonequinha, agora um casal. Percebo a diferença entre uma passagem e outra, acredito que serão noves meses totalmente diferentes dos primeiros! E peça explicações à biologia! rs!

    Grande abraço!

    PS: cansado, cansado... Não é de hoje que noto sua queixa. Procure no sorriso das crianças alguns momentos de relaxamento! Faça coisas que goste, encontre tempo para si mesmo! Precisamos sempre de "autodedicação", não é?

    Michelle

    ResponderExcluir
  5. Meu querido e gentil amigo: não conhecia o texto, mas procuro seguir essas lições sempre que delas me lembro. Mas, como são difíceis de executar quando o momento nos é antagônico! E seguimos em frente, sofrendo mais do que deveríamos nos permitir...
    Excelente abertura de semana.
    Quanto ao seu comentário lá no Rumo, meu mui querido, não se preocupe, às vezes as palavras nos pregam peças e simplesmente se esvaem. Sejam quais forem, sinto-me feliz pelas as que você se preocupou em deixar para mim.
    Um beijo sempre de admiração, Deia

    ResponderExcluir
  6. Olá meu caro amigo Gilmar, sensível e profundo. Para refletirmos em todos os momentos de nossa vida.Parabéns.

    forte abraço

    C@urosa

    ResponderExcluir
  7. Meu querido
    Tudo de bom para ti também.
    Adorei o texto, como sempre sentido em todas as palavras.

    estou comemorando um ano de blogue espero os amigos.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  8. Gilmar
    Li com muita atenção e me encantou que mesmo sendo apenas hoje fostes cortês,feliz,adaptastes aos seus desejos, dedicastes a leitura e a boa ação. Para finalizar agradecestes a Deus escrevestes lindamente mesmo que te custasse fazê-lo.

    Amigo foi assim que entendi e resumi.Podes me corrigir se necessário for.

    Obrigado pela visita e leitura do Meu regresso e mais uma vez me empolgastes a continuar o que em breve te avisarei.

    Volte sempre que me faz feliz.

    Beijos

    ResponderExcluir

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos