quinta-feira, 17 de junho de 2010

Êxtase

Vejam só que interessante! Remexendo em coisas dos tempos da faculdade, quando cursava Pedagogia, editava um jornalzinho, o "Pirracinha", para brincar com as amizades construidas e lá encontrei uma poesia. Pois é! É isso mesmo! Na verdade um arremedo de poesia. E o título é até inspirador: Êxtase! Mas, como "morro de inveja" dos poetas e poetisas que visito sempre, notadamente a minha querida amiga Ester,  a quem admiro tanto, resolvi que deveria publicá-la.

Hoje, passados mais de 15 anos, é que vou relendo-a, com outro olhar, com outros gostos e com outras interpretações. Resolvi eternizá-la, aqui. Faz parte da memória!

Que me perdoem os poetas e poetisas do mundo virtual. Eis então o arremedo:


 Êxtase

Há um instante...
Uma miragem no horizonte...
Uma paixão estonteante...
Um coração esvoaçante...

Uma boca rósea... intrigante
Um corpo solto... elegante
Seios firmes... provocante
Jeito doce... insinuante

Passos lentos... avante
Quadris ao fogo... requebrante
Coxas lisas... delirante
Olhar malicioso... perturbante

Língua molhada... amante
Lábios suados... instigante
Batom desmanchado... insignificante
Corpos juntos... uma constante

Sussurros loucos... distante
Movimentos bêbados... viajante
Peles se encontrando... alucinante
Êxtase... Foi o instante!!


Foto: Negateven

13 comentários:

  1. Que poesia doce...adorei!
    Bjs
    Mila Lopes

    ResponderExcluir
  2. Amigooooo, tem promo no Milk Shake, participa!
    Bjs! Lu

    ResponderExcluir
  3. Gilmar, mas o seu poema além de muito bem escrito é lindo. Nada ficou devendo e que bom que resolveu colocá-lo aqui.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. GIlmar, sua poesia de 15 anos atrás é atualíssima e em nada fica a desejar aos nossos amigos e amigas poetas! A melodia dos versos é própria para a declamação. Parabéns! Um beijo, Deia.

    ResponderExcluir
  5. Uauuu Gilmar, agora poeta das coisas indizíveis!

    Um poema bem construído,
    de difícil montagem, visto que não é para qualquer um rimar da primeira à última linha.
    Bravo amigo!

    E que negócio é esse de ficar se desculpando, heim?! Olha, vou lhe dizer uma coisa, somos todos poetas das nossas próprias vivências,somos muitos em um só, o que nos falta muitas vezes é a tal da coragem para deitar em papel (no caso aqui, em tela) o que vai na alma,
    Vc maneja bem as palavras, suas postagens em teu blog não nos deixa a menor dúvida,
    só o que lhe falta é deixar o sentimento conduzir tua escrita, como aconteceu nesse teu apaixonado poema,

    vc me fez sorrir, amigo, e ainda ei de ver muito dos poemas aqui..

    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
  6. Meu querido amigo!
    Se esse foi o "arremedo" fico a pensar como seria o produto final!
    Eu simplesmente ADOREI!
    Beijos, flores e sorrisos!

    ResponderExcluir
  7. Retribuindo o seu carinho em passar na INTERAÇÃO DE AMIGOS. Já tem uma linda carta de amor. Vou te esperar por lá.
    http://sandrarandrade7.blogspot.com
    Ainda aproveito para, oferecer dois selinhos estam aqui..Venha ser mais um seguidor. Fica o convite.

    ESTÃO AQUI:
    MEUS MIMOS OFERECE A VC.
    SELO PRÊMIO DARDO.
    http://sandraandrade7.blogspot.com/
    PASSE EM MEUS MIMOS E LEVE ESTE CARINHO.
    NO SINAL DE LIBERDADE TBÉM TEM UM TE ESPERANDO, http:sandraandradeendy.blogspotcom
    vou te esperar com muito amor..Este cantinho é muito especial CARINHOSAMENTE,
    SANDRA

    ResponderExcluir
  8. Olá Gilmar,

    O Johnny's Pub tem o prazer de lhe contemplar o Prêmio Dardos.

    Aguardamos sua visita.

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  9. Gilmar venho aqui agradece as palavras tão carinhosas deixadas por você para a pequena Bia e para mim.
    Que nossos filhos estejam sempre sobre proteção e que suas vidas sejam repletas de alegrias e saúde.
    Muito obrigada mesmo.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  10. Passando para agradecer sua visita maravilhosa.
    Bjs meu querido!
    Mila Lopes

    ResponderExcluir
  11. Hoje é dia de agradecer... Por isso estamos aqui!
    Sua participação tornou o nosso 1º Concurso Literário muito especial.
    Dia 25 divulgaremos o resultado. Em nosso coração todos são vitoriosos.
    Obrigada de coração e saiba que contamos sempre com a sua presença e participação em nosso Espaço Aberto!
    Um abraço carinhoso

    ResponderExcluir
  12. Não minimize seu poema. Não é um arremedo, não... Gostei. :-)

    Eu não tenho a menor capacidade pra poesia... rs Admiro vocês, que praticamente são arquitetos das palavras, juntando forma, som e significado.

    :-)

    ResponderExcluir

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos