quinta-feira, 16 de junho de 2011

"Palocciar"

Quintas de Humor

Somente um verdadeiro gênio, com inigualável competência (multiplicada por 20, inclusive), seria capaz de lograr êxito em consultorias tão bem arquitetadas... O brasileiro, tão carente de heróis, vê nascer então um verbo de "eloquência" inimaginável e até ousa conjugá-lo, talvez quem sabe, buscando multiplicar por 20 o necessário humor de cada dia.

As tirinhas que envergonham, também fazem sorrir... Será??
































Ótima quinta a todos!

4 comentários:

  1. A segunda aí só pode ser um rascunho da caricatura da Amanda Gurgel, afinal depois de toda aquela repercussão do vídeo na Internet!

    Engraçado, eu não sabia que a história do Palocci tinha rendido tantos comentários... Aqui, só se ficou sabendo que o governo desistiu de investigar o caso e ponto.

    Brasileiro é um povo criativo, isso é clichê. Pelas tirinhas a gente se convence disso. Não é à toa que são os reis da publicidade no mundo e nós, quando saímos daí, sentimos falta de um "q" nos comercias de tv, no jornalismo e nos comentários do leitores receptores da notícia.

    Só anotações, Gilmar. Pra ver se consigo dialogar com seu post.

    A propósito, Amanda Gurgel foi minha amiga de faculdade. Ela é mesmo daquele jeito ali, só que agora mais consciente e melhor articulada. Morri de rir de um dos comentários sobre o vídeo dela que dizia "Amana para presidente!"... Olha, taí, seria minha opção de voto sem sombra de dúvida! E o Brasil conheceria uma grande história de vida.

    Um abraço,

    Michelle

    ResponderExcluir
  2. Gilmar: Um ministro assim a multiplicar o dinheiro devia ser o ministro das finanças de Portugal que bem precisa que a sua economia multiplique, muitas vezes por vinte porque os politicos só sabem distruir tudo ou encher os bolsos deles.
    Um abraço
    Santa Cruz

    ResponderExcluir
  3. Polemico !!!! Que se há de fazr...NADA !!

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  4. Uma seleção de peso de charge! Curti muito!

    ResponderExcluir

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos