domingo, 3 de agosto de 2014

Êxtase

Meus Rabiscos


Há um instante...
Uma miragem no horizonte...
Uma paixão estonteante...
Um coração esvoaçante...

Uma boca rósea... intrigante
Um corpo solto... elegante
Seios firmes... provocante
Jeito doce... insinuante

Passos lentos... avante
Quadris ao fogo... requebrante
Coxas lisas... delirante
Olhar malicioso... perturbante

Língua molhada... amante
Lábios suados... instigante
Batom desmanchado... insignificante
Corpos juntos... uma constante

Sussurros loucos... distante
Movimentos bêbados... viajante
Peles se encontrando... alucinante
Êxtase... Foi o instante!!




Publicado originalmente em 17 de junho de 2010

Um comentário:

  1. Parabéns pela poesia...Te encontrei por um acaso...Gostei tanto que passo a seguilo para ñ perder o caminho.
    Abraços.

    ResponderExcluir

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos