quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Exame de urina do futuro

Humor


Régis, analista de sistemas, está com muita dor no braço direito e resolve ir ao médico.

Chegando lá, o doutor lhe diz: 

— Tenho um novo computador aqui, basta você urinar neste potinho e ele nos dirá o que você tem! 

 — Ha ha ha! Não acredito nisso! Sou analista de sistemas e nunca ouvi tamanha asneira! Mas, vamos lá! 

Régis urina no potinho e entrega ao doutor, que o coloca no compartimento de análise do Computador. Aperta um botão aqui, outro ali. Passados uns 50 segundos, sai um papelzinho: 

################## Régis Magalhães

35 anos

Branco Analista de Sistemas

Artrite no braço direito

##################

— O quê!? Como essa máquina fez isso! Eu quero fazer o exame de novo!

Régis vai para casa. No dia seguinte, desta vez em jejum, faz xixi no potinho e leva à máquina para nova análise. 

Passados outros 50 segundos, sai outro papelzinho:

##################
 Régis Magalhães

 35 anos

 Branco

 Analista de Sistemas

 Artrite no braço direito

##################

— Doutor, realmente não acredito. Me dê outro pote! 

Régis vai para casa. Faz xixi dentro. Pede para a mulher e a filha fazerem também. Coloca um pouco de óleo do carro e ainda por cima se masturba e coloca o resultado  no potinho. Mistura tudo e leva para o doutor pensando: 

— He he he! agora quero ver!

O doutor coloca o pote no computador.  Estranhamente e pela primeira vez o resultado demora um pouco mais... Depois de pouco mais de 3 minutos o resultado aparece. Sai o papel: 

############################################### Régis Magalhães

35 anos

Branco

Analista de Sistemas

Corno

Filha grávida de 3 meses

Seu carro precisa fazer uma revisão no motor.

Da próxima vez que se masturbar, faça-o com a mão esquerda,  pois o BRAÇO DIREITO ESTÁ COM ARTRITE, BABACA!! 
###############################################  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos