terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Lidando com os erros



Metáfora
Um sábio monge conduz seu aprendiz pela floresta. Embora mais velho, caminha com agilidade, enquanto seu aprendiz escorrega e cai a todo instante.


O aprendiz blasfema, levanta-se, cospe no chão traiçoeiro e, mesmo assim, continua a acompanhar seu mestre. Depois de longa caminhada, diversos tropeções e tombos, chegam a um lugar sagrado. Ali oram, silenciosamente, em agradecimento à jornada cumprida. Pouco tempo depois, sem descansar, o mestre dá meia volta e começa a viagem de volta.


Mal começaram a caminhada, o aprendiz leva mais um tombo e reclama ao mestre, de forma desrespeitosa:


— Você não me ensinou nada hoje!


O mestre, com mansidão na voz, lhe responde:


— Ensinei sim, mas você parece que não quer aprender! Estou tentando lhe ensinar como se lida com os erros da vida!


— E como lidar com eles?


O mestre olha com afeto e responde com generosidade:


— Como deveria lidar com seus tombos. Em vez de ficar amaldiçoando o lugar onde caiu, devia procurar aquilo que te fez escorregar. Prestar atenção nos tropeços, para não cair de novo no seu retorno. É assim que acontece muitas vezes conosco, perdemos a oportunidade de crescer e aprender com nossos erros por não prestar atenção na lição que eles nos trazem... esquecemos da frase: "Experiência não é o que acontece com você, mas o que você fez como que aconteceu com você" ou ainda: “Experiência é o nome que damos aos nossos erros"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos