segunda-feira, 22 de agosto de 2016

A Desculpa do Ano

Humor

O sujeito finalmente conseguiu realizar o seu sonho de comprar uma Mercedes zerinha, novinha novinha e conversível. Então, numa bela tarde, se mandou para uma autoestrada para testar toda a capacidade da "belezura". Capota abaixada, o  vento na
cara, o cabelo voando, resolveu ir fundo!

Quando o ponteiro estava chegando nos 120, ele viu que um carro da Polícia Rodoviária o perseguia com a sirene a mil e todas as luzes  piscando.
Ah, mas não vão alcançar esta Mercedes de jeito nenhum!

Pensou ele e atolou o pé no acelerador.

O ponteiro foi pros 140, 160, 200... E a patrulha atrás. 

Que loucura! 

Ele pensou e, então, resolveu encostar.

O guarda veio, pediu os documentos, examinou o carro e disse: 

Eu tive um dia muito duro e já passou do horário do meu turno. Se me der uma boa desculpa, que eu nunca tenha ouvido, para dirigir desta maneira, deixo você ir embora.

E o sujeito emendou: 

Na semana passada, minha mulher fugiu com um policial rodoviário e eu tive medo de que fosse ele querendo devolvê-la. 

Boa noite! Disse o guarda. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos