quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Os Dez Mandamentos dos Pais

Outros Autores

Em 1959, o "Almanaque Goulart" publicou, em sua página 11, os 10 mandamentos dos pais. Se naquela época  já havia uma singular importância, imagina hoje, nesse tempo de ausência de valores humanos... Eis o texto publicado, na íntegra:

Eis os "dez mandamentos dos pais" afixados numa loja de Oxford, Inglaterra:

1) Amarás teu filho com todas as forças de teu coração, mas usando sabiamente a cabeça.

2) Não pensarás em teu filho como algo que te pertença, mas como uma pessoa.

3) Considerarás seu respeito e amor não como algo a ser exigido, mas como algo que vale a pena ganhar.

4) Sempre que perderes a paciência com a imaturidade e os disparates do teu filho, pensa nas tolices e nos erros que praticaste na idade dele.

5) Lembra-te ser privilégio de seu filho fazer de ti um herói e considerar tuas ideias corretas.

6) Lembra-te também que teu exemplo é mais eloquente que as recriminações e as lições de moral.

7)Lutarás para ser um letreiro na estrada da vida e não uma vala na qual a roda se imobiliza.

8) Ensinarás teu filho a manter-se por si e a travar suas próprias batalhas.

9) Ensinarás a ver a beleza, a praticar a bondade, a amar a verdade e a viver em clima de amizade.


10) Farás do lugar que habitas um verdadeiro lar, um céu de felicidade para ti próprio, para teus filhos, para teus amigos e para os amigos de teus filhos.

Almanaque Goulart - janeiro - 1959

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fique à vontade!
Os comentários têm a função precípua de precipitar a maturação da reflexão, do texto “apossado”. É um ponto de partida, sem o ponto de chegada. É o exercício da empatia no rompimento do isolacionismo, posto que, tudo está conectado. É a sua fala complementando a minha. Por isso mesmo fique à vontade para o diálogo: comentar, concordar, discordar, acordar...

Imagens dos Caminhos